Suspeito de matar vereadora de Prata já tentou matar irmão por disputa de herança, aponta investigação

Equipes da Polícia Civil do município de Monteiro continuam em diligência na busca de encontrar o paradeiro de Manoel Ângelo da Silva, principal suspeito da morte da vereadora Tina de Manoel Ângelo, da cidade de Prata, no último domingo (3).

De acordo com os delegados responsáveis pelo caso e ouvidos pelo ClickPB, os dois eram casados e estavam se separando há cerca de 40 dias, mas Manoel não se conformava com o fim da relação. A principal linha de investigação é de feminicídio.

“Nessa semana, já iria ter uma audiência com relação ao divórcio e ele estava se desfazendo dos bens. Ele trabalhava vendendo gado, já tinha vendido um carro e estava se desfazendo dos animais. Então, tudo indica que foi premeditado mesmo”, disse a delegada Renata Patu.

A investigação também aponta que Manoel tinha um histórico de violência e já teria cometido uma tentativa de homicídio contra um familiar por disputa de herança dos pais. “Esse inquérito já estava arquivado, mas ele já atirou em um irmão”, confirmou o delegado Gilson Duarte.

Tina foi eleita em 2020 vereadora pelo PL no município de Prata, com 269 votos. O corpo da parlamentar vai ser velado hoje na Câmara de Vereadores de Prata e seguir para o sepultamento em Monteiro.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: