Delegado não confirma morte de gestante por espancamento: “é precipitado trabalhar com hipótese única”

O delegado Glauber Fontes não confirmou a morte da grávida de 28 anos por espancamento. Segundo o delegado, é precipitado trabalhar com uma hipótese única sobre a causa da morte. 

“Por hora nós não podemos adiantar absolutamento, é precipitado trabalhar com uma hipótese única para esse caso”, afirmou o delegado. 

Ainda segundo Glauber Fontes, a Polícia Civil já está ouvindo testemunhas e realizando diligências. 

“Todas as hipóteses serão checadas. A Polícia não trabalha com uma hipótese fechada, é preciso esgotar todas as possibilidades para esclarecer o fato”, disse Fontes.

Além do homicídio, a morte natural da gestante também está sendo investigada. 

O caso aconteceu na noite desta segunda-feira (07), na cidade de Poço José de Moura, na Paraíba. Pâmela Nascimento estava em casa e os vizinhos informaram à Polícia que ouviram quando ela foi espancada. 

A mulher estava grávida e já foi encontrada morta pelo Samu.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: