Veja fotos do Sol com resolução mais alta já feita até hoje e da atmosfera solar ‘colorida’

A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) divulgou, no final de março, uma foto do Sol com a melhor resolução já tirada até hoje (veja acima uma versão reduzida).

A agência também divulgou imagens coloridas das diferentes camadas da atmosfera solar (leia mais abaixo).

Compare o tamanho do Sol com o da Terra: na foto acima, uma imagem do nosso planeta foi incluída para escala, na posição das ‘duas horas’ de um relógio.

A imagem mostra a atmosfera superior do Sol, a coroa, que tem uma temperatura de cerca de 1 milhão de graus Celsius.

A foto foi feita pelo satélite Solar Orbiter, em luz ultravioleta extrema, a uma distância de cerca de 75 milhões de quilômetros do Sol, segundo a ESA.

O Sol visto pelo Solar Orbiter em luz ultravioleta extrema a uma distância de aproximadamente 75 milhões de quilômetros. — Foto: ESA & NASA/Solar Orbiter/EUI; Processamento de dados: E. Kraaikamp (ROB)

A fotografia é, na verdade um mosaico de 25 imagens individuais, tiradas em 7 de março, pelo telescópio de alta resolução Extreme Ultraviolet Imager (“Imageador Ultravioleta Extremo”, na tradução livre, ou EUI, na sigla em inglês).

Astrônomos apresentam a primeira imagem de um buraco negro já registrada
A foto final contém mais de 83 milhões de pixels, em uma grade de 9148 x 9112 pixels ? tornando-se, segundo a própria ESA, a imagem de maior resolução do disco completo do Sol e da coroa solar já obtida.

(O arquivo no topo da reportagem foi comprimido. Para baixá-lo em tamanho original, clique aqui).

Atmosfera solar ‘colorida’

Cores mostram diferentes pontos da atmosfera do Sol — Foto: ESA & NASA/Solar Orbiter/SPICE team; Data processing: G. Pelouze (IAS)

A agência também divulgou imagens das diferentes camadas da atmosfera do Sol: acima, o roxo corresponde ao hidrogênio, a uma temperatura de 10 mil graus Celsius; o azul ao carbono, a 32 mil graus Celsius, o verde ao oxigênio, a 320 mil graus Celsius, e o amarelo ao gás néon, a 630 mil graus Celsius.

Essas imagens foram feitas por um equipamento diferente do satélite ? o “SPICE”, projetado para rastrear as camadas na atmosfera do Sol desde a coroa até uma camada conhecida como cromosfera, aproximando-se da superfície. O instrumento faz isso observando os diferentes comprimentos de onda da luz ultravioleta extrema que vem de diferentes átomos, disse a ESA.

As observações vão permitir a físicos que estudam o Sol rastrear as erupções que ocorrem na coroa através das camadas atmosféricas inferiores ? e, também, como a temperatura solar está subindo através das camadas atmosféricas ascendentes.

Tanto o “SPICE” como o “EUI” pertencem ao satélite Solar Orbiter ? cuja missão é ser, justamente, um laboratório espacial de observações sobre o Sol. Ele fica a 42 milhões de quilômetros da estrela e foi lançado em fevereiro de 2020.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: