Secretário Geral do Ministério Público da União, Eitel Santiago, defende Bolsonaro e diz que Celso de Mello errou ao divulgar vídeo integralmente

”O ministro Celso de Mello errou”, disse o Secretário Geral do Ministério Público da União, Eitel Santiago em entrevista concedida ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, nesta segunda-feira (25).

Para ele, a divulgação integral do vídeo da reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e os ministros foi equivocada, e apenas os trechos referentes à denúncia do ex-ministro Sérgio Moro deveriam ter sido divulgados.

Apesar da discordância, Eitel Santiago afirmou que se fosse advogado do presidente não arguiria a suspeição do ministro do STF no caso, como se afirma que a defesa de Bolsonaro pretende fazer. ”Acho que Celso de Mello é um grande juiz, em fim de carreira, mas sofreu muita pressão”, comentou. 

Eitel Santiago voltou a dizer que, como prova das alegações de Moro, o vídeo é um ”risco n’água”. ”Esse carnaval, que seria o estrondo do vídeo, é o traque de São João. Foi desnecessário”, disse.

Ele afirmou que o procurador-geral da República, Augusto Aras, deve analisar todas as evidências apresentadas e não só o vídeo para tomar a decisão sobre o prosseguimento da investigação.

O secretário, que disse estar se manifestando como cidadão, defendeu o presidente Jair Bolsonaro. ”Essa vontade de derrubar ele a qualquer custo… Esperem pelas urnas!”, falou.

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: