PMB destitui presidente e vice, escolhe novos dirigentes e retira apoio a Edilma Freire em João Pessoa: “foi uma decisão equivocada”

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) em João Pessoa elegeu nova presidente e retirou o apoio à pré-candidatura de Edilma Freire (PV) à prefeita da Capital, que havia sido anunciado em julho. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (13).

A engenheira Joanda Kéroly, que também é secretária-geral na Executiva Estadual da legenda, agora é a nova presidente da Executiva Municipal em João Pessoa. Antônio Alves, conhecido como Arroz, foi destituído do cargo de presidente na semana passada.

Para o cargo de vice-presidente foi escolhido Luann Alves de Araújo, pré-candidato a vereador e atual presidente estadual do PMB. Ele assume a vaga que era de Valdeci Gomes, também destituído.

A nova presidente disse que o posicionamento do partido para as eleições de novembro em João Pessoa será definido na próxima semana. “Estou assumindo a legenda e teremos reuniões para traçar a estratégia. Já na segunda-feira teremos um primeiro encontro para essa discussão.”

Sobre o anúncio de apoio ao Partido Verde feito no mês passado, Joanda Kéroly afirmou que foi um posicionamento individual do então presidente Arroz, num momento em que sequer havia nome definido pelo grupo do prefeito Luciano Cartaxo. “Foi uma decisão equivocada e sem consulta às instâncias superiores. Nem a direção estadual e nem a nacional foram ouvidos nessa posição. Só podíamos revogar e retomar o debate sobre a melhor opção.”

O PMB foi a primeira legenda a anunciar apoio à pré-candidatura do Partido Verde, quando o nome de Edilma Freire ainda não havia sido definido.

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: