Operação Quadrilátero resultou no cumprimento de 93 mandados de prisão de foragidos na Paraíba, diz coordenador do Gaeco

A Operação Quadrilátero, que teve o fechamento nesta sexta-feira (16), resultou no cumprimento de 93 mandados de prisão, segundo informou o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Octávio Paulo Neto. Desse total, somente nesta sexta-feira (16), foram 47 mandados cumpridos de foragidos da justiça.

Octávio Paulo Neto explicou, em entrevista ao programa Arapuan verdade, da Rádio Arapuan FM, de hoje, que a Operação ocorreu durante toda esta semana. Ele destacou que o trabalho faz parte de um conjunto de esforços das forças de segurança: Ministério Público, Controlaria Geral da União (CGU), Polícias Militar e Civil. Além disso, contou que foram utilizadas tecnologias e sistema de inteligência para o cumprimento dos mandados de prisão. 

“É inaceitável que em um país como o nosso, pessoas que têm sobre, em face de si, mandados de prisão elas não sejam devidamente colhidas pela justiça. Foi feito esse esforço nesse sentido, até porque a gente sabe que o país está caminhando num cenário de impunidade generalizada e temos se esforçado bastante para poder minorar os efeitos deletérios dessa escalada de impunidade que está tão massificada no Brasil”, frisou, como acompanhou o ClickPB.

Ainda de acordo com o coordenador do Gaeco, a ação contribui para aumentar a segurança da população e eficiência do sistema que inclui todos os órgãos, incluindo o MPPB. Foram cumpridos mandados em diversos municípios como João Pessoa, Queimadas e Campina Grande. Os alvos da operação são acusados de crimes de porte ilegal de arma, receptação, roubos e tráfico de drogas.

A operação ?Quadrilátero? contou com a participação das Polícia Militar, Polícia Civil, CGU e Gaeco. Os presos em João Pessoa foram encaminhados para Central de Flagrantes, no bairro do Geisel.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: