Ministério Público tem investigação criminal em andamento contra Caboclo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Está em andamento uma investigação criminal sobre atos praticados pelo presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Caboclo. Acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária da entidade, ele foi afastado do cargo e agora é alvo de inquérito conduzido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

A funcionária já foi ouvida nessa investigação. De acordo com o site ge.globo, ela prestou depoimento de quatro horas na última sexta-feira (2). Ainda serão interrogados outros funcionários e também diretores da confederação.

O caso corre em sigilo, mas a existência da investigação criminal foi citada pela própria diretoria da CBF, comandada interinamente por Antônio Carlos Nunes, como justificativa para manter Caboclo afastado. O inquérito se junta a outro, conduzido pelo Ministério Público do Trabalho do Rio (MPT-RJ) desde o mês passado.

Existe ainda uma investigação interna da confederação, levada por seu conselho de ética. Os depoimentos colhidos nessa apuração têm sido divididos com o Ministério Público, que se concentra na suposta prática de assédio sexual.

Caboclo nega as acusações, embora admita que tenha feito “brincadeiras inadequadas”.

Em áudios divulgados pela TV Globo, é possível ouvir o dirigente perguntando à funcionária se ela se masturba. Ele ainda sugere que ela tinha um romance com um colega.

Diante da denúncia, protocolada no dia 4 de junho, e das evidências que julga ter reunido, o conselho de ética da CBF decidiu afastar o presidente de seu cargo por 30 dias. Esse prazo terminaria nesta terça (6), mas a diretoria, citando a investigação criminal entre os motivos, estendeu o afastamento em 60 dias.

A expectativa da diretoria é que o relatório final de seu órgão de ética aponte Caboclo como culpado e recomende a saída definitiva. Nesse caso, será convocada uma assembleia geral com representantes das 27 federações para confirmar esse afastamento. Para isso, seriam necessários 21 votos.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: