Matéria da Folha trata Ricardo Coutinho como inelegível e PT pode apoiar Rangel Júnior ao Senado no lugar do ex-governador

A pré-candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PT) ao Senado foi apontada como inelegível em uma coluna da Folha de S.Paulo, assinada por Fábio Zanini neste domingo (8). Na matéria em que o mote é a reclamação de parlamentares petistas por falta de estratégia da sigla na definição de pré-candidatos ao Congresso, a situação do ex-governador é tida como incerta.

Na publicação, foi lembrado que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tornou Ricardo Coutinho inelegível por abuso de poder econômico por oito anos contados a partir de 2014. Apesar do partido entender que ele pode disputar o pleito, rumores dentro da legenda dão conta que o pré-candidato será convencido em breve a desistir da campanha.

A alternativa do partido é apoiar o ex-reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Rangel Júnior, que já se dispôs a lançar seu nome ao Senado pelo PCdoB. Em uma entrevista recente, Rangel pontuou que não se pode “ficar a mercê de uma pré-candidatura que pode não se tornar, efetivamente, um candidato”.

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: