Juliette diz que ainda estuda carreira musical e que ser apadrinhada por Gilberto Gil foi presente de Deus: “quero cantar o que eu realmente acredito”

”Ter o Gilberto Gil me apadrinhando foi um privilégio, uma dádiva, um presente de Deus, e eu acredito que tem dedo de Dominguinhos também nisso”. Foi o que disse Juliette Freire sobre a possível carreira de cantora e a participação em live do cantor. Na Paraíba desde terça-feira (15), Juliette concedeu uma entrevista coletiva para veículos locais nesta sexta-feira (18), da qual o ClickPB participou.

”Eu ainda estou realmente estudando a minha carreira musical, quero fazer algo muito bom, com muito sentimento, muita verdade. Eu não quero fazer algo mecânico, todo mundo ‘canta, canta, canta’. Eu quero cantar o que eu realmente acredito da forma que eu quero cantar, então eu estou me preparando pra fazer isso. Se isso der certo, aí sim, vocês vão me escutar cantando”, explicou.

Juliette lembrou ainda ter duas histórias com Gilberto Gil que a tocaram muito. O cantor contou que no dia em que conheceu a paraibana, sonhou com Dominguinhos. ”E todo mundo sabe que eu sou apaixonada por Dominguinhos. Eu me senti abençoada por Gil e por Dominguinhos”, comentou.

Além disso, ela disse que no dia da live com a cantor pediu a ele um conselho e ele disse: ”seja feliz, faça o que você ama”. Depois da live, emocionado, Gil teria dito a paraibana que estava muito feliz. ”A nossa música não pode ser esquecida ou apagada e eu quero que você não perca isso”, disse ele conforme explicou Juliette. ”Eu falei ‘pode deixar, faz parte de mim’. Eu não tenho problema nenhum de associar modernidade com cultura e tradição, onde eu for o meu nordeste e minha identidade cultural vai comigo”, destacou a paraibana.

LEIA TAMBÉM:

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: