Governo ameaça retaliar Daniella Ribeiro e mais três senadores que votaram para derrubar veto de Bolsonaro

O Palácio do Planalto identificou a senadora paraibana Daniella Ribeiro (PP) e mais três senadores como “traidores” e possíveis alvos de retaliação por votarem para derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro ao aumento de funcionários públicos, na sessão do Congresso de quarta-feira (19).

Daniella Ribeiro, Jorginho Mello (PL-SC), Soraya Thronickle (PSL-MS) podem sofrer revides com indicações de cargos que detêm no governo e também com a liberação de emendas. O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) deve perder o cargo de vice-líder do governo no Senado nos próximos dias.

Na votação, o governo foi derrotado por 42 votos a 30. Caso os quatro senadores tivessem acompanhado a orientação do governo, o veto do presidencial não teria sido derrubado. 

Nesta quinta-feira (20), o Congresso votou por manter o congelamento salarial de servidores públicos até o fim de 2021, defendido pelo ministro Paulo Guedes.

LEIA MAIS: Com apoio de Maia, governo reverte derrota e mantém veto a reajuste do funcionalismo

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: