Bruno Cunha Lima diz que PP larga na frente em corrida para indicação de vice-prefeito em Campina Grande

O pré-candidato Bruno Cunha Lima disse que o PP (Progressistas) larga na frente na chance de ocupar vaga de vice na chapa encabeçada por ele para a disputa à Prefeitura de Campina Grande. Em entrevista ao Arapuan Verdade desta segunda-feira (17), Bruno declarou que “se fosse fazer um comparativo como uma corrida, eu diria que o PP talvez largue na frente.”

Questionado se o Progressistas vai indicar o vice na chapa, assim como o exemplo de Enivaldo Ribeiro que compõe atualmente a gestão com Romero Rodrigues, Bruno Cunha Lima disse que essa é mais uma etapa interna a ser vencida.

“Tem um jargão muito batido na política. Mas vale a pena ser dito, que dizem que para cada dia basta sua agonia. A gente acabou de vencer uma etapa interna, que foi a definição do anúncio público da nossa pré-candidatura e existem as próximas etapas a serem vencidas. E uma delas é a composição da nossa chapa com os demais partidos aliados. Posso dizer mais abertamente com relação ao PP porque o Progressistas já ocupa esse espaço através da presença do vice-prefeito Enivaldo e, sendo muito franco, é um aliado muito importante no quesito governabilidade, importante em muitas conquistas. Agora esse debate vai ser travado internamente, no âmbito interno, em que os partidos que têm o desejo de indicar vice possam apresentar suas propostas de cidade, projeto. Se fosse fazer um comparativo como uma corrida, eu diria que o PP talvez largue na frente”, disse o pré-candidato a prefeito de Campina Grande pelo PSD.

Questionado também se o mais importante agora é manter os antigos aliados ou conquistar novos, Bruno respondeu. “Dizem que a política é a arte de derrubar muros e construir pontes. Nós temos conversado com os partidos aqui que tem representação na cidade na tentativa de fazer uma composição. Mas eu digo sempre que na tentativa de somar a gente precisa ter o trabalho de não subtrair. Temos que manter essas pessoas sempre por perto, esses partidos que têm dado a base de sustentação do prefeito Romero. E o próximo passo é agregar aqueles que ainda não estão, no sentido de mostrar nosso projeto de cidade.”

O indicado de Romero também confirmou que Tovar Correi Lima, que tentava a vaga na disputa para prefeito, está ajudando em sua pré-campanha. “Está sim. Felizmente pela forma como foi conduzida (a escolha) aqui, sobretudo nesses últimos 40 dias. Demonstramos a viabilidade da nossa candidatura. Tovar decidiu comigo e com Romero. Ainda ontem ele me ligou, nos falamos”, disse ele sobre o contato do deputado para tratar de assuntos da pré-campanha.

Bruno respondeu também sobre o questionamento em relação a quem ele imagina ser seu concorrente em um possível segundo turno. “Não sei quem de fato são os candidatos. Sei que eu sou pré-candidato.”

Questionado da ausência de Cássio Cunha Lima no anúncio de seu nome para a disputa em Campina e se isso indicaria racha com o ex-senador, Bruno argumentou que muita gente também não conseguiu comparecer ao evento e que Cássio foi representado por Bruno. “Ele não esteve e muita gente não esteve. Por exemplo, meu avô Ivandro gostaria de estar lá. Cássio não julgou conveniente estar aqui presente. Ele não pode estar presente. Mas se fez presente através do deputado Pedro. É procurar chifre em cabeça de cavalo.”

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: