Após pedido negado no STF, Jefferson Kita tenta derrubar eleição indireta de Bayeux no STJ

Está nas mãos do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, o novo pedido de Jefferson Kita para suspender a eleição indireta em Bayeux. O pleito está marcado para as 15h desta quarta-feira (19), na Câmara Municipal, após decisões da Justiça estadual.

Jefferson Kita recorreu, ontem (18), ao Supremo Tribunal Federal para conseguir suspensão de segurança que garantiu a realização da eleição indireta. O presidente do STF, Dias Tóffoli, negou o pedido do prefeito interino e manteve a eleição indireta.

Hoje, Kita ingressou com o mesmo pedido no Superior Tribunal de Justiça. Consta no STJ que o pedido está concluso para decisão.

Saiba mais

O desembargador Fred Coutinho, do Tribunal de Justiça da Paraíba, havia determinado no sábado (15) a realização imediata da eleição indireta. Após o presidente da Câmara, Inaldo Andrade, não marcar nem realizar a eleição na segunda-feira (17), uma nova ordem judicial determinou que ela seja feita em 48 horas. Após essa determinação, o presidente do Legislativo marcou o pleito para a tarde de hoje.

Fonte G1 Política

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: