Anderson Silva surpreende e vence ex-campeão mundial no seu retorno ao boxe

Um dos maiores nomes da história do MMA, Anderson Silva ganhou os holofotes na madrugada deste domingo dentro do ringue e não do habitual octógono. Aos 46 anos, o brasileiro foi protagonista de uma luta de boxe no Estádio Jalisco, em Guadalajara, no México. Anderson venceu o mexicano Julio Cesar Chaves Jr.

A luta marcou a reestreia de Anderson na modalidade. Ele já tinha feito outros dois combates oficiais no boxe, o mais recente deles em 2005. Com o resultado deste sábado, Spider tem agora no cartel duas vitória e uma derrota nos ringues. Vale destacar ainda que para a luta contra Chaves Jr., Anderson Silva treinou com Luiz Dórea, que foi treinador de Acelino Popó Freitas.

Ao contrário de Anderson, Julio Cesar Chaves Jr é boxeador nato, tendo sido campeão mundial dos médios pela WBC entre 2011 e 2012. Estava longe dos ringues desde novembro de 2020, quando venceu por nocaute técnico o equatoriano Jeyson Minda.

O duelo contra Julio Cesar Chaves Jr começou movimentado ainda nos bastidores, no momento da pesagem. Isso porque o mexicano não conseguiu bater o peso e teve de pagar mais de R$ 505 mil como multa. Chavez Jr pesou 184 libras (cerca de 83,4kg), duas a mais que o limite de 182 libras (cerca de 82,5kg).

Anderson anulou mexicano e dominou a luta — Foto: Jam Media/Getty Images

No ringue, Anderson foi superior física e tecnicamente. Depois de dois rounds de muita análise dos dois lados e pouca ação, a luta começou a esquentar. O Spider mostrou o lado provocador que já era consagrado no MMA, chamou o adversário para o combate e tentou mais golpes. A partir do quarto round, o brasileiro passou a dominar. Chávez Jr se defendeu bem, mas não conseguiu ser mais agressivo.

– Eu me sinto muito feliz. Queria dizer obrigado! Quando eu comecei a treinar eu conversei com meus técnicos e disse que eu precisava fazer isso por um sonho de muitos anos. Pelo meu respeito ao boxe eu tinha que vir aqui e dar meu melhor – disse o brasileiro após a vitória.

Importante destacar que o adversário de Anderson tem genética de campeão. Ele é simplesmente filho da lenda do boxe Julio Cesar Chavez. Aliás, aos 58 anos, o pugilista que foi campeão mundial em três diferentes categorias e esteve invicto por 90 lutas até 1994 também foi atração no Estádio Jalisco. O Chavez “pai” fez uma luta exibição contra Héctor Machito Camacho Herrera Jr.

Brasileiro voltou ao boxe depois de 16 anos — Foto: Jam Media/Getty Images

Aos 46 anos, Anderson Silva estava sem lutar desde 31 de outubro de 2020, quando perdeu para Uriah Hall no UFC Fight Night, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Segundo o atleta, a preparação para a luta desde sábado teve apenas pequenas diferenças em relação aos seus treinos para as lutas de MMA.

– Senti um pouco de diferença na parte dos detalhes técnicos, de trabalhar o jogo de perna, de fazer os movimentos corretos. Mas tive bons professores, que entendem o meu jogo e tudo está se encaixando, porque eu nunca parei de treinar – comentou o ex-campeão do UFC.

Brasileiro surpreendeu ao vencer ex-campeão mundial — Foto: Manuel Velasquez/Getty Images

Questionado sobre o futuro, Anderson não soube dizer se continuará lutando no boxe ou se migrará para outra modalidade.

– Acho que tudo é possível, o que vier agora é lucro. Não sei se vou lutar boxe na próxima luta, ou jiu-jítsu, ou muay-thai. Depois da luta desse sábado, só penso em ajudar o Eliezer (sparring) e o Gabriel (filho) que vão lutar no kickboxing em breve. Quero aproveitar o momento para fazer o que eu gosto – concluiu.

Fonte Click PB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: